Notícias

Compartilhe nas redes sociais:

Expectativa positiva do setor supermercadista capixaba para as vendas de final de ano

Com as festas de final de ano, tradicionalmente as vendas nos supermercados alavancam. Após quase dois anos de pandemia e de isolamento social, a expectativa é positiva para 2021, já que as famílias e os amigos poderão se reunir com maior tranquilidade para as festividades devido ao avanço da vacinação contra a Covid-19. Há estabelecimentos que esperam registrar até 20% de crescimento com relação a dezembro do ano passado.

Esse é o caso do Supermercado Devens, que tem seis lojas, quatro em Aracruz e duas em Ibiraçu. A expectativa é de que o crescimento seja de 15% a 20% em comparação ao mesmo período de 2020 e de até 30% se comparado a novembro deste ano. De acordo com o proprietário, João Carlos Devens, além das famílias poderem se reunir sem tantas restrições por conta do avanço da imunização, elas devem gastar mais do que o ano passado.

A rede tem se preparado para as datas festivas com a oferta de mais produtos, exatamente para que não falte mercadoria para os clientes. Eles também podem esperar por novidades nas lojas.

No Supermercado Calvi, que tem unidades em Cariacica e em Vila Velha, o e-commerce será um grande aliado nas vendas. O diretor Waldês Calvi acredita que as compras on-line irão facilitar a vida do consumidor, trazendo mais praticidade, e impulsionando as vendas do estabelecimento.

A preparação da rede para as festividades teve início em outubro. “Algumas indústrias até paralisam as atividades em dezembro. Por isso, é importante realizar as compras dos produtos com antecedência”, afirma Waldês Calvi.

Ele também está positivo com relação às vendas no mês de dezembro. Geralmente, nesse período, as vendas são de 25% a 30% maiores que os outros meses do ano. “Sem contar com a inflação, a expectativa é de que haja um crescimento de 2% a 3% nas vendas com relação a dezembro de 2020”, enfatizou o supermercadista.

Outro com boas expectativas é o diretor do Supermercado Carone, William Carone Junior. “As pessoas estão saindo mais, então, vão acabar fazendo mais festa. A expectativa é que, com isso, o consumo aumente tanto para o Natal quanto para o Réveillon”, afirmou.

Apesar disso, William Junior salientou que a crise econômica atual pode dificultar um pouco as vendas do período. Mas, o estabelecimento tem se preparado com otimismo. “Neste ano, teremos novidades como panetones italianos e vinhos importados, com importação própria; chocolates importados e diferenciados; e aves orgânicas”, destacou William Junior.

Na rede, espera-se que tanto o e-commerce quanto as lojas físicas tenham boa adesão. “No entanto, pelo período, percebemos que as pessoas que estão procurando novidades e produtos diferentes, preferem se deslocar até as lojas físicas”, acrescentou.

 

BOTÃO-NOTICIAS-SITE

Outras Notícias

?>